domingo, 27 de dezembro de 2015

O tempo na história

Boa Noite meus amores *-*
Último poste do ano, então vou caprichar :p

Reforçando o poste anterior sobre separação de capítulos e afins, claro que lendo outros livros, vocês notaram que cada parágrafo é o pensamento ou a ação de personagem ... Muitos fazem isso com maestria e outros acabam exagerando nas ações, pois descrevem duas vezes a mesma situação SEM PERCEBER, mas na visão do personagem secundário ou terciário.

 Ex: Acontece toda uma ação com Paula, até acontecer outra ação com outro personagem secundário .... Descreve toda á ação do momento dos diálogos, detalhes e afins.... 

no próximo paragrafo

 Maria encontra com Paula no centro da cidade e a cena, diálogos, detalhes e afins são descrito tudo novamente ....  

 Muitos escritores que usam á separação de cenas por parágrafos, tem que tomar o máximo de cuidado para não repetir á mesma ação, fica cansativo para ambos. Como disse á poste anteriores, o leitor gosta da ação e da desenrolação, não de ficar preso á detalhes e na cena.

 Só queria reforçar, mais essa dica.

 Agora, vamos para o Tempo na História. 
 Pessoal, mês passado e essa semana eu voltei á ler livros não somente digitais e confesso ter ficado perdidinha com a cronometragem na história de um livro digital que li .... *O* 
Primeiro contava á cena há 10 anos depois logo em seguida 5 anos antes logo em seguida 40 dia mais tarde depois 7 dias antes e..... ooooh! Por Dios me perdi por completa.... 
 Não pelo fato da passagem do tempo e sim por que essas passagens de tempo estava acontecendo no em um único capitulo e as vezes até mesmo paragrafo e bem desorganizado. O que acabou com o livro, né? Minha opinião.

 Também sou nova no ramo da escrita, mas com essa percepção, vou indicar aqui .... 
 Para não ficar confuso para o leitor e para você escritor, separa o tempo, organize-o e assim ficará chique, como?

 Ex: 10 anos depois ( se o primeiro capitulo inicia assim, procure fazer o prólogo ou epilogo de uma maneira que dá para o leitor entender o que aconteceu +/- há 10 anos antes )

Escreva tudo o que aconteceu depois de dez anos, no mesmo capitulo você irá colocar outra linha de tempo de o "enter" ou       -->       
                                                                     ♠♠♠

5 anos antes (descreva tudo aqui o que ocorreu)

próximo capitulo ou no mesmo capitulo outra passagem de tempo, use o "enter" ou ♠♠♠ centralizado e 40 dias mais tarde ....


São técnicas que eu aprendi lendo outros livros, gente quando eu iniciei escrever, não tinha noção de nada, exatamente nada, nem passagem de tempo, nem separação de paragrafo, dialogo, capítulos, nada, nada e eu aprendi lendo outros livros .... E hoje eu leio muito livros e presto bastante atenção nesses detalhes e gosto sempre de dar á dica aqui para vocês ....  


Mas, na mesma linha, ou no mesmo paragrafo eu posso colocar uma passagem de tempo?
 Sim, pode, desde que você o reorganize, como? 
 Após escrever, leia, leia novamente, procure para ver se soou legal, se te agradou e aí você escolhe sua maneira de escrever e como separar o tempo na sua história .... Desde que ela seja bem reorganizada e não confunda você e o leitor, o resto é contigo.

  ESCREVO COM AMOR E CARINHO
                                                                     JANAINA SOBRINHO :*


terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Capítulos e separação

Boa tarde amores *-*
Ai, ai que calore Dio mio ... muy caliente rsrssr mas sobrevivendo ^^

CAPÍTULOS e SEPARAÇÃO é o tema do poste de hoje ...

 Faz um bocadinho de tempo que li um livro, extremamente confuso, não pela história e sim pela separação da história nos capítulos.
 Escrever um livro é super fácil, criar histórias e contá-las é super divertido, mas como não confundir o leitor ??
 Muitos me perguntaram, mas qual o numero de paginas que um capitulo deve ter? Não há limite, ou melhor, você quem determina o limite, ultimamente os que estou lendo tem 6, 10 ou 20 paginas. 
 Mas o mais importante, não é o numero das paginas e sim o conteúdo que há nelas e separação de cena e personagens é o mais importante.

 Para um iniciante sempre recomendado, para ele não se perder, escrever as cenas dos personagens, mas nomeando-os.
 Ex: Isabela
        escreva toda á ação da personagem....

depois

       Júlio
       escreva toda á ação do personagem .... 

 Não é exigência, é que fazendo isso, com o tempo você escritor pega o jeito de escrever a ação dos dois personagens em um único capitulo e sem nomeá-los e sem confundir o leitor e usando o "enter", sim isso mesmo, o "enter" do teclado ajuda muito na separação das cenas.

 Ex1: Na tarde de domingo, Isabela saiu com suas amigas para se divertirem em um pequeno bar onde tocava apenas rock'n roll e de ambiente agradável. Tão envolvidas em suas conversas que nem se deram conta quando um dos moços se aproximou para puxar conversa [...]  Isabela, se pegou corando as faces, ao notar que estava praticamente devorando o moço cabeludo e com a barba por fazer á sua frente, sorrindo ela lhe dirigiu um -Oi - bem tímido e o convidou á se juntar com elas e ele em um aceno com á mão chamou seu outros dois amigos para se juntarem á mesa [...] Fazia tempo que Júlio não saia com seus amigos para beberem e jogar conversa fora, assim como fazia um bom tempo que não ia ao bar de rock, naquela tarde de domingo se sentiu irritado por seus "parceiros" o arrastarem para o bar, mas após seus olhos repousarem na bela garota de face morena e cabelos negros, sentiu-se um pouco incomodado e cativado pelo lindo sorriso que ela acabará de dar á sua colega [...] Meia hora depois, tomou coragem e se aproximou da linda garota de olhos castanhos e sorriso encantador que tão envolvida na conversa, não notou que ele á olhava fixamente e aqueles mesmo olhos castanhos o olhou de uma maneira que o nocauteou e "estou fodido". Pensou divertido e seu "OI" tímido não deixou duvidas de que essa tarde de domingo valera á pena [...]

  Haha, acabei de criar essa cena ... Bom é apenas um exemplo de como tem uma coisa super errada na construção e separação das cenas .... ali no "Fazia tempo que Júlio..." necessita de um "enter" ou de (♣♣♣) centralizado na pagina para á próxima cena para o leitor não se perder... certo? 

 Ex2: Na tarde de domingo, Isabela saiu com suas amigas para se divertirem em um pequeno bar onde tocava apenas rock'n roll e de ambiente agradável. Tão envolvidas em suas conversas que nem se deram conta quando um dos moços se aproximou para puxar conversa [...]  Isabela, se pegou corando as faces, ao notar que estava praticamente devorando o moço cabeludo e com a barba por fazer á sua frente, sorrindo ela lhe dirigiu um -Oi - bem tímido e o convidou á se juntar com elas e ele em um aceno com á mão chamou seu outros dois amigos para se juntarem á mesa [...] 

Fazia tempo que Júlio não saia com seus amigos para beberem e jogar conversa fora, assim como fazia um bom tempo que não ia ao bar de rock, naquela tarde de domingo se sentiu irritado por seus "parceiros" o arrastarem para o bar, mas após seus olhos repousarem na bela garota de face morena e cabelos negros, sentiu-se um pouco incomodado e cativado pelo lindo sorriso que ela acabará de dar á sua colega [...] Meia hora depois, tomou coragem e se aproximou da linda garota de olhos castanhos e sorriso encantador que tão envolvida na conversa, não notou que ele á olhava fixamente e aqueles mesmo olhos castanhos o olhou de uma maneira que o nocauteou e "estou fodido". Pensou divertido e seu "OI" tímido e o convite para se juntar á elas na mesa não deixou duvidas de que essa tarde de domingo valera á pena, acenou para seus amigos que com pura diversão se juntos á nós [...]

 Ficou melhor, né? Fiz as duas comparações para vocês terem uma noção de uma cena para outra, pois o primeiro exemplo eu li em muitos livros e confesso ter me perdido totalmente, ficava me perguntando quem contava a cena e isso é constrangedor.  Não estou chamando ninguém de "burro" neste poste, é somente mais uma dica para você escritor não ficar com aquela pensamento "mas, eu queria escrever as cenas dele também, como faço?"
   Taí uma dica e sugestão para você... E não pense você que isso não passa despercebido, porque passa sim ... Outro fato muito importante também é o tempo descrito na história. Mas, ficará para outro poste...

 E lembrando mais uma vez, não limite para de paginas para um capítulo, é você quem decide o limite das paginas e o conteúdo de cada pagina. 


Escrevo com carinho e amor para todos :*
JANAINA SOBRINHO


sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

"O homem é a medida de todas as coisas"

Boa tarde meus amores ...
Não abandonei o blog certo e nem mesmo deixei da FILOSOFIA *-*

Hoje encerrando a Era-Pré Socrática com:

"O homem é a medida de todas as coisas" - PROTÁGORAS

 Pela primeira vez, um filósofo colocava o homem no centro do pensamento. Ao afirmar que "o homem era a medida de todas as coisas", Protágoras inaugurava a ideia de que a verdade depende da experiencia pessoal. Nascido em Abdera, na Grécia, Protágoras concluiu que qualquer afirmação sempre era relativa a um ponto de vista, a uma sociedade ou ao modo de pensar. Os sofistas (palavra que pode ser traduzida como sábios ou sabedoria) argumentavam contra e a favor de teses com a mesma eloquência.O objetivo deles era ganhar qualquer discussão. Foras os primeiros a fazer do conhecimento uma profissão: cobravam de jovens atenienses por aulas de retórica, o que desagradava os intelectuais da época. Foi banido de Atenas após questionar a existência dos deuses e morreu logo depois, em um naufrágio enquanto fugia a Sicília.

OBS: Lembra do primeiro poste? Para que serve á filosofia, para nada, na verdade? Aqui entramos num assunto de puro pensamentos em que pessoas que admiravam os pensantes pagavam apenas para ouvi-los falar sobre o que pensavam... Acredito que hoje existem isso, mas não para a filosofia e sim para á religião (nada contra, apenas meu modo de pensar). 
Agora, vamos analisar o outro.


"Nada existe" - GÓRGIAS

 Seria errado culpar a adúltera Helena pela Guerra de Troia. A moça na verdade, foi uma vítima das palavras. Páris, seu sedutor, teria usado o poder da linguagem para manipular a mente de Helena. Usando essa argumentação, o sofista Górgias explicou o poder mágico que, para ele, existia nas palavras. Genio da retórica, o filósofo acreditava  piamente na persuasão da linguagem. Era uma espécie de precursor dos publicitários, capaz de sustentar opiniões absurdas e convencer seu público usando apenas o talento argumentativo. Pela retórica, Górgias e os sofistas provaram que a inteligencia também poderia ser usada para mentir, seduzir e impressionar.
 Nascido na cidade de Lentini, na Sicília, o sofista teria vivido 108 anos em perfeita saúde e propondo pensamentos radicais. O mais famoso foi o das três teses:

  • nada existe;
  • se algo existisse, não poderia ser pensado e
  • se algo existisse e pudesse ser pensado não poderia ser explicado.
 A ideia polemica ganhou várias interpretações. Há quem diga que foi apenas uma brincadeira feita durante um dos discursos de Górgias para assustar os ouvintes. Outros sustentam que era uma forma radical de ceticismo.


OBS: Não é louco pensar nas teorias filosóficas, mas também não é nada normal ignorar aquilo que dá nó cérebro e por mais que você tenta negar, você está pensando nas palavras que foram lidas e ditas, isso não faz de você um filósofo, ou faz? srsrsr 

Górgias nos faz pensar naquilo que, talvez, nunca pensamos, ou se pensamos nos achamos loucos, a tese três é algo bem louco e gostoso de se pensar, tentem achar um ponto para tentar explicar aquilo que vocês pensaram nessas 3 teses....

haha deixo para vocês amores, .... obrigado pelo poste e até o próximo :*


domingo, 13 de dezembro de 2015

Literatura Estrangeira

Boa noite amores ..... hoje é domingo pé de cachimbo com cara de segunda srrssr

Iniciando á semana com literatura estrangeira, e novamente livros Harlequin vem ganhando mais espaço aqui no blog ^^

Essa semana terminei de ler livro nada surpreendente, mas aquele romancezinho para não passa á semana sem ler nada!

Seu chefe atraente não deveria estar em sua check-list!

Quando o mundo da flamejante socialite Jade Beachman caiu, ela tomou a decisão de começar tudo do zero. Fez as maças, recheadas de roupas de grife, e partiu para o esplender do Alasca, onde arrumou um emprego como assistente de turismo de Rhys Cartwright, um homem tão sedutor quanto perigoso... Embora estivesse esperando uma bonequinha de luxo muito cara e fútil, o entusiamo e a beleza natura de Jade surpreenderam Rhys. Se trabalharem juntos era uma doce tortura, ceder á tentação poderia ser ainda pior... Pois bastou um encontro ardente para a regra "apenas por uma noite" de Rhys ser completamente revogada!


Confesso estar conseguindo criar personagens masculinos e românticos (não ao extremo), com a ajuda desses romances da Harlequin.

Boa litura á todos.... :*

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Vamos aprender Latim?

Boa tarde meus amores *-*
uhuuul poste de hoje é sobre um idioma priticamente morto ....
Quem aqui ama idiomas?? \o/ srsr sou apaixonada e sim além de inglês, espanhol e coreano, agora estou aprendendo Latim :))

Estudar sozinho é horrível, experiencia própria, mas quando se quer algo consegue ...
Antes de iniciarmos um idioma sempre vem aquela pergunta: Por que quero aprender outro idioma? Normal o inglês e o espanhol ser aprendido, mas e outras línguas?

Com o latim não é diferente, eu como sou amante de idiomas, quero aprender quantos possíveis, e sim eu fuço muito na internet á procura de livros que ensine e me passe aquela ideia de como é o idioma e... Vasculhando pelos sites encontrei um site do Professor Rafael Falconi - ele da aula online de latim, mas ai veio minha duvida, será que vou gostar, será que por mais que eu goste de idiomas, o latim ...

Nisso eu encontrei os livros do Paulo Rónai - Gradus Primus e Gradus Secundus, teve sim muitas criticas á respeito desses livros, mas mesmo assim eu comprei e gente amei, por isso estou fazendo esse poste.

 Ainda estou nas primeiras lições desse livro e é de uma linguagem simples, com gramática e o vocabulário dos textos que tem em cada lição.
 Gente não é com esses dois livros que você vai falar fluentemente o latim, mas é com ele que você vai ter aquela ideia se o latim será somente para um conhecimento ou se você quer se aprofundar mais.

E não tem como você falar, hoje estudarei apenas 1 lição, eu sinceramente me apaixonei mais ainda pelo idioma, e sei que depois desses dois livros, farei o curso online. rssrs

A ideia desse poste é passa o seguinte: mesmo com comentários 0 a respeito do livro, se você tem curiosidade e vontade de algo, compre e tire suas próprias conclusões.


Eu gostei dos dois livros e indico para aqueles que querem ter uma noção do latim ....




Com Carinho
Janaina Sobrinho :*

sábado, 5 de dezembro de 2015

Livros digitais

Boa tarde meus anjos *-*

Quem aqui gosta de ler livros pelo tablet - kindle? heehehhehe eu não sou muito fã, o cheiro do livro é o melhor, sempre... Mas, infelizmente o cheirinho do livro brasileiro tem gosto de gringo... Estranho né?

Mas, vou falar bem dos e-books....
O primeiro livro que comprei na Amazon foi da escritora brasileira - Deise Müller com o segundo livro Silver e xonei na história, ótima escritora, ansiosa para o terceiro *-* ... Depois desse livro a Amazon sugeriu mais alguns livros de autores brasileiros e a minha curiosidade como sempre é aquela do impulso de comprar e fala a verdade amei cada um que comprei.
São histórias diferentes, visões diferentes e isso prova o quanto nós brasileiros estamos de parabéns na escrita, não é aquela coisa gringa de triangulo amoroso em que a "mulher" é boba demais, NÃO os livros são mais impressionante e superior .... Depois eu indicarei os livros!!!!!

Mas, infelizmente os gringo "lidera" a literatura aqui no Brasil, mas se editoras não pensassem em "dinheiro" e "comparação dos gringos com o Brasil" podem ter certeza que nós lideraríamos a literatura.
Mas, como até para leitura o Brasil é devagar e se você assim como eu, quer conhecer livros de autores brasileiros, pessoal a Amazon eu super indico, é digital? Sim, mas para os autores brasileiros terem um voto de confiança para lerem suas histórias o melhor é lançar na versão digital.
Ou, faça como eu, faço uma busca pelo Google atrás do cheirinho do livro brasileiro!

É triste, mas os próprios brasileiros tem preconceito e fazem muita comparação com seus escritores... Mas é isso aí gente .... Próximo posto eu indicarei os livros digitais que li e amei *♥*

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

O principio de tudo é o numero - Pitágoras

Boa tarde amores *♥*
que boom estar aqui hoje postando mais um capitulo de nossa filosofia .... Lembrando pessoal que essas informações estão sendo retiradas da revista superinteressante - o guia da filosofia ....

E hoje falaremos de PITÁGORAS

O princípio de tudo é o número.

 Quando Pitágoras descobriu que o quadrado da hipotenusa é igual á soma dos quadrados dos catetos, seus discípulos consideraram a descoberta uma revelação divina. Ele próprio acreditava que sua conclusão não havia surgido do pensamento lógico, mas de uma iluminação. Filósofo e matemático, Pitágoras também era considerado uma líder espiritual. Ha quem diga que Pitágoras era lindo de morrer (♥). Seus discípulos desconfiava que ele era o deus Apolo e segundo reza a lenda, alguns que o viram nu disseram que sua coxa era de ouro. *O*
 Aos 40 anos o filósofo-matemático saiu de sua cidade natal e foi para Itália onde fundou uma seita. Os alunos da escola pitagóricas, viviam em comunidade e passavam os dias estudando as teorias do filósofo. A imposição de rituais estranhos, como o que proibia morder um pão inteiro ou alisar a marca do corpo deixada no lençol ao levantar da cama, leva a crer que Pitágoras era obsessivo-compulsivo.
 Ele se achava. Dizendo que ficara 200 anos no inferno antes de chegar aos homens. Suas teses tinham valor de dogmas - poucos tinham valor permissão para questioná-lo. E sua teoria era baseada nos números. Enquanto os filósofos de Mileto acreditava que a causa de tudo era um elemento físico ou infinito, para ele o principio de tudo é o número. Mas, os números de Pitágoras eram diferentes dos nossos algarismos, não eram abstratos e ocupavam uma dimensão espacial, em forma de quadrados e triângulos.
 Outra de suas ideias foi a "música cósmica", para o nosso pensador os astros tocavam uma melodia perfeita e divina durante seu movimentos. Mortais não seriam capazes de ouvir tal canção porque os sons contínuos passas despercebidos pelos nossos sentidos.
 A seita pitagórica não teve um final feliz. Cidadãos se revoltaram contra a comunidade, considerada uma panelinha aristocrática. Os revoltados mataram seguidores de Pitágoras que fugiu da cidade e se refugiou em Metaponto, onde morreu pouco tempo depois. Após sua morte os discípulos criaram novos centros para difundir a seita e as teorias, mas o mestre não deixou nada escrito. Tudo o que se sabe de suas doutrinas só ganhou visibilidade com os livros do pitagóricos Filolau, os quais Platão comprou sob encomenda.

Achou louca a teoria dos números? eheheh pra começo de conversa .... não a o que falar, apenas colocar para vocês lerem como era a seita pitagórica.

QUER ENTRAR PARA A SEITA PITAGÓRICA?

  1. Não comer favas
  2. Não recolher o que caiu
  3. Não tocar em um galo branco
  4. Não parir o pão
  5. Não saltar sobre traves
  6. Não atiçar o fogo com ferro
  7. Não morder um pão inteiro
  8. Não partir as guirlandas
  9. Não se sentar sobre um jarro
  10. Não comer coração
  11. Não se olhar em um espelho perto do fogo
  12. Não alisar a marca do corpo deixada no lençol quando levantar da cama...

PARA MIM A MAIS LOUCA FOI Á 3, 9 E A 12 .... HAHA ME SENTINDO MEIO LOUCA COM ESSAS TEORIAS E TUDO MAIS ..... 

COMO NOSSO PENSADOR NÃO DEIXOU NADA ESCRITO E A SUA TEORIA DO MUNDO É A DO NÚMERO, NÃO TEMOS MUITO O QUE FALAR, APENAS QUE .... PITÁGORAS SEMPRE FERROU COM MINHA VIDA NA TEMPORADA ESCOLAR srsrsrsrrsrs 




Amores até a próxima :*

O Castelo de Lobo

             Boa tarde gente bonita .... Maratona de livros dessa semana , mas para não fazer uma postagem muito grande, vou divid...